A mais quente cidade do Canadá

Posted on

Renato Alves (texto e fotos)

Esqueça o que os norte-americanos costumam dizer sobre o Canadá e sua gente. O país no extremo norte da América tem tudo de melhor que a diversidade cultural pode oferecer. E Toronto, sua maior e mais rica cidade, reúne todas as virtudes dessa nação.

Na metrópole, o turista conhece o jeitão acolhedor dos canadenses, o talento dos seus melhores artistas, suas peculiaridades — como a paixão pelo hóquei no gelo — e ainda experimenta os costumes e os sabores dos imigrantes recebidos nos três últimos séculos. Os muitos motivos para viajar ao mais quente destino do país gelado estão neste e nos próximos posts.

O melhor está no centro

O turista se depara com o universo multicultural de Toronto ao desembarcar no moderno aeroporto da cidade. Asiáticos, árabes, espanhóis, portugueses, com roupas e traços característicos, esperam os passageiros. Indianos e paquistaneses dominam os serviços de táxis. No lobby e nos restaurantes dos hotéis, africanos, latinos e europeus servem os hóspedes.

Metade da população de Toronto nasceu fora do Canadá. A metrópole abriga 200 etnias, de 160 línguas diferentes. Mas não se assuste quanto à comunicação. Quase todos falam inglês. Muitos, francês, o outro idioma oficial do país. Não à toa, bairros viraram redutos dessas comunidades. Lugares conhecidos como Pequena Itália, Pequena Portugal e Pequena Índia.

Mas nenhuma localidade é tão marcante quanto o bairro chinês. Toronto é a cidade da América do Norte com maior população dessa origem e, por isso, tem cinco Chinatowns.

A maior e mais interessante delas fica na região entre a Dunda Street e a Spadina Avenue, na região central. Para quem pode e não tem preguiça de andar, chega-se a pé a partir de qualquer hotel. E não há como explorar o bairro a não ser caminhando.

Além de chineses, a grande Chinatown tem vitrines, vendedores, pratos e bebidas de quase todos os países asiáticos. Vários restaurantes — aliás, os melhores — são vietnamitas. Em alguns, pratos de primeira são vendidos a menos de R$ 20. Por essas e outras, diferentemente do que ocorre mundo afora, nas ruas e vielas do bairro de Toronto veem-se pessoas de todas as origens

Em Chinatown fica o coração do bolsão multicultural da metrópole. Em um quarteirão a oeste de Spadina Avenue, principal via do bairro, o Kensington Market reúne vendedores de quase todos os cantos do planeta. Nas estreitas calçadas da área, formada por quatro quarteirões, eles expõem seus produtos: frutas, discos de vinil, roupas, calçados.

Sempre concorrido nos fins de semana, quando pedestres, ciclistas e carros disputam cada metro, o Kensington Market ainda oferece comida saudável e brechós com roupas em conta. Seus pequenos e aconchegantes restaurantes servem peixes, frutas, verduras e legumes frescos.

Chiques

Do reduto hippie dos anos 1960, Yorkville não tem mais nada. Também vizinho ao centro, o bairro apresenta ruas tomadas por lojas caras, restaurantes finos, gente elegante e carrões de marca. Há muita gente esnobe, mas também cidadãos interessados em arte, pois a região abriga mais de 20 galerias, onde estão expostas obras de alguns dos mais renomados canadenses.

Se quer ver e ser visto, coloque roupas de grife e prepare o bolso. Depois, sente-se à mesa de um dos bares, cafés ou restaurantes de Yorkville. Peça um drinque, uma comidinha e deixe o tempo passar. Para ir às compras, mas de forma econômica, o Eaton Centre é a dica. Com cerca de 300 lojas, o shopping, perto de Yorkville, tornou-se o mais frequentado da cidade.

Concentração

Capital da província de Ontário, a cidade de Toronto propriamente dita tem cerca de 2,5 milhões de moradores. Sua região metropolitana concentra 5,1 milhões de pessoas. Aproximadamente um terço da população canadense vive dentro de um raio de 160 quilômetros de Toronto.

O jornalista viajou a convite do Turismo de Toronto

About these ads

4 thoughts on “A mais quente cidade do Canadá

    Anônimo said:
    14/06/2012 às 11:08

    A MAIS BELA CIDADE QUE JA CONHECI, O CALOR HUMANO DE TOTONTO CATIVA A GENTE, QUERO VOLTAR EM BREVE.

    [...] A mais quente cidade do Canadá Like this:LikeBe the first to like this post.   [...]

    [...] A mais quente cidade do Canadá Like this:LikeBe the first to like this post.   [...]

    Onde o céu é o limite « Última parada said:
    02/11/2011 às 20:08

    [...] A mais quente cidade do Canadá [...]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s