Lisboa – Desembarque, Liberdade e Baixa

Bondes na Praça da Figueira

Eliane Moreira (texto) e Renato Alves (fotos)

Pça. D. Pedro IISeja pela facilidade de compartilharmos o mesmo idioma, seja pela familiaridade com os Dons Joãos e Dons Pedros que conhecemos desde a escola primária, Lisboa vale a visita.  De população envelhecida, parece caminhar ao ritmo do fado, mas com suspiros modernistas e infra-estrutura de cidade recém-planejada.

Azulejos portuguesesViajar a Lisboa significa entrar em Portugal pelo Aeroporto Internacional da Portela. Algumas vezes os agentes portugueses são extremamente exigentes e pedem reserva de hospedagem, comprovante de vínculo trabalhista no Brasil, cartões de crédito. Outras, basta o passaporte. Na dúvida, vá preparado. Consulte antes o site da embaixada portuguesa.

Mas, passado o controle de imigração, você verá que Lisboa está muito bem preparada para receber o viajante.  O centro de informações turísticas, no hall do aeroporto, fornece mapas das principais atrações lisboetas. E não é necessário gastar uma fortuna em euros por um táxi que te leve ao seu hotel: além de shuttles, ônibus saem regularmente com destino às principais ruas e avenidas de Lisboa, por apenas 3€.

Da Liberdade à Baixa

Estação Ferroviária do RossioApesar das ladeiras, boa parte do passeio por Lisboa pode (e deve) ser feito a pé. Comece pela Praça Marquês de Pombal e desça até a Baixa pela Avenida da Liberdade. Toda arborizada, essa, que é uma das principais avenidas da cidade, contrasta prédios centenários, cobertos pelos famosos azulejos portugueses, com luxuosíssimas e modernas lojas de grifes.

Pça. do ComércioNo extremo sul da Avenida da Liberdade, fica a Praça dos Restauradores e a Estação Ferroviária do Rossio. A primeira é reconhecida pelo obelisco erguido em comemoração à independência do país do domínio espanhol. Já a Estação do Rossio convida o turista a uma visita por sua bela arquitetura em estilo manuelino.

Ainda no Rossio, e antes de chegar à Baixa, duas praças são pontos de parada obrigatória ao turista. Além da beleza e do valor histórico, tanto a Praça Dom Pedro IV, quanto a Praça da Figueira são rodeadas por restaurantes, cafés e lojinhas de souvenirs. Uma tentação para os viajantes.

Mais um pouco e se chega à Baixa. A região formada por ruas perpendiculares tem como eixo central a Rua Augusta. Fechada ao trânsito, ela é bastante movimentada por turistas e vendedores que oferecem de tudo, de artesanato a substâncias não muito lícitas… Sua principal atração, no entanto, é o majestoso arco que a conduz à Praça do Comércio, ou Terreiro do Paço, e às margens do Rio Tejo.

Rio Tejo

 

Anúncios

4 comentários em “Lisboa – Desembarque, Liberdade e Baixa

  1. ADOREI O QUE LI, CONTINUE COM ESSE SERVIÇO ELE É MUITO IMPORTANTE PARA OS MARINHEIROS DE PRIMEIRA VIAGEM. VOU CONHECER LISBOA EM AGOSTO ESTOU MUITO ANCIOSA, ADORO VIAJAR. VCS TEM ALGUM GUIA GRÁTIS?, SE TIVER FAVOR ENVIAR POR E-MAIL. GOSTARIA DE SABER SE EM AGOSTO O CLIMA EM PORTUGAL É MUITO QUENTE.
    GRATA,
    SELMA KHOURI
    GRATA,

    Curtir

  2. Oi Lili, oi Renato,
    mto bacana o blog!!!
    Morri de inveja… o meu tá igual ao samba do criolo doido…
    Adorei o texto e as fotos…
    Acho que todo mundo que vai à Lisboa vai à uma cidade que não foi a que eu conhecei. Não tive esse encanto com Lisboa. Na verdade, gostei muito mais de Alamada que está do outro lado do Tejo.
    Quem sabe eu volto lá e vejo tuuudinovo?
    Beijos e saudades de doer.
    P.S.: Espero um post sobre BCN.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s