Carnaval 2009 em Goiás – Do sossego ao agito

Renato Queiroz (O Popular, Goiânia, 16/2/2009)

Carnaval animado, barato e bem pertinho. Seja para economizar ou para valorizar as coisas da terra, milhares de turistas procuram as cidades do interior de Goiás para curtir os dias de folia. Como Goiânia não tem tradição carnavalesca, a opção mais econômica acaba sendo curtir o feriado em uma das muitas cidades que promovem quatro dias de festas. A novidade este ano é que Pirenópolis e Cidade de Goiás vão apostar no resgate do carnaval das marchinhas. Em alguns destinos, como Caldas Novas, por exemplo, é quase impossível conseguir vagas em hotel. Alguns deles estão com reservas lotadas desde setembro. Para quem ainda não decidiu o destino no feriadão, O Popular fez uma seleção com dez cidades que prometem conquistar a simpatia dos foliões.

CALDAS NOVAS

Por que ir: É disparado um dos destinos mais procurados para todos os feriadões por turistas de Goiás e do resto do País.

Quem vai: As duas tribos – as que gostam e as que odeiam carnaval – tentam conviver pacificamente. Apesar de abusos de carros de som automotivo é possível conciliar folia e relaxamento nas águas quentes.

Esquentando os tamborins: A prefeitura decidiu fazer o carnaval longe da praça, em um novo espaço, o Centro de Eventos, entre o ginásio de esportes e o estádio municipal. O objetivo é garantir a segurança dos foliões. Em uma parceria com o Ministério do Turismo, a cidade conseguiu recursos para trazer bandas do carnaval de Salvador, como A Zorra, que abre a festa na sexta-feira. Completam a grade outras bandas de axé, pagode e até uma dupla sertaneja. Todos os shows têm entrada franca. No sábado e domingo haverá matinê na Praça Mestre Orlando. Os clubes também promovem bailes e shows. O anúncio mais badalado é o do Clube Di Roma (www.diroma.com.br) que trará a também baiana Jammil e o DJ carioca Marlboro no sábado.

Onde ficar: Caldas Novas tem cerca de 45 mil leitos em hotéis, pousadas, villages e clubes. Quase todos já ocupados. Dos dez maiores hotéis consultados pelo O Popular, nenhum tinha vagas. Uma opção seria alugar um apartamento ou acampanhar. No Lagoa Thermas Parque (64-3453-1250) há vagas e a diária para camping é R$ 39.

Informações: www.caldasnovas.go.gov.br

Máscaras das Cavalhadas de Pirenópolis/Foto de Jorge CardosoPIRENÓPOLIS

Por que ir: Simples e sofisticada, Pirenópolis reúne agito e tranquilidade no cenário privilegiado pela natureza.

Quem vai: Dá de tudo. Dos alternativos que fogem dos agitos momescos aos playboys e seus carros tunados com som automotivo no último volume.

Esquentando os tamborins: A prefeitura vai apostar no resgate das marchinhas. A polêmica deve ficar por conta da proibição do som automotivo no centro histórico e das barraquinhas de ambulantes à beira do Rio das Almas. A Banda Phoenix puxará o desfile de blocos nas principais ruas. Os blocos sairão com figurinos que retratam as características históricas, como as Cavalhadas.

Onde ficar: A maioria dos hotéis e pousadas já não tem vagas para o feriado. Uma opção é o aluguel de casas e áreas de camping, a partir de R$ 25 a diária. Na Pousada Dona Geni (62-3331-1128) o pacote com quatro diárias para o casal com café da manhã custa R$ 800.

Informações: www.pirenopolis.com.br e (62-3331-1795, 3331-2633 e 3331-2835.

Centro histórico de Goiás Velho/Foto de Jorge CardosoCIDADE DE GOIÁS (GOIÁS VELHO)

Por que ir: O objetivo é resgatar o glamour do passado. Um concurso de marchinhas movimenta a cidade.

Quem vai: A maioria dos turistas busca sossego. Jovens da região e das cidades vizinhas cuidam da parte mais animada.

Esquentando os tamborins: A final do concurso de marchinhas abre a festa na sexta-feira no Cine-teatro São Joaquim. A sequência será na Praça do Coreto com animação tocada por músicos da banda da Polícia Militar. A ideia é retornar cada vez mais a característica de carnaval de época. Para os que preferem mais agito, será montado um palco na praça de eventos do Rio Vermelho com bandas e DJs. O Carnaval do Largo do Rosário se transforma em Bloco do Largo do Rosário para se deslocar do Largo até a Praça do Coreto. O Bloco do Rosário homenageia as artistas Goiandira do Couto e Maria Veiga.

Onde ficar: Pousadas e hotéis são as melhores opções. Os maiores já estão lotados. Balneários em torno da cidade oferecem a opção de camping, a partir de R$ 15 a diária. No Hotel Colonial (62-3372-1237) a diária custa a partir de R$ 100.

 

Salto do ItiquiraFORMOSA

Por que ir: Para descansar junto à natureza e a um dos maiores saltos d’água do país, o Salto de Itiquira, com 168 metros de queda livre.

Quem vai: É mais frequentado por moradores do Entorno do Distrito Federal – o lugar fica a 115 km da capital – que preferem descansar durante o feriado.

Esquentando os tamborins: Na área de camping, a folia será animada pelo som de DJs. Para quem estiver hospedado nos chalés, a dica é curtir as piscinas, equipes de recreação e o tradicional Baile de Máscaras na segunda–feira de carnaval. Não deixe de conhecer as várias nascentes de água mineral e uma bem montada infraestrutura com bares, lanchonetes, restaurantes e piscinas de água corrente.

Onde ficar: No camping com capacidade para 400 barracas, a noite para sócio custa R$ 12 por pessoa e R$ 24 para não-sócio. Nos chalés, todos já reservados, o pacote de sexta até terça–feira de carnaval custa a partir de R$ 1.090 por pessoa, com refeição inclusa e ingressos para o Baile de Máscaras.

Mais informações: (61-3503–5308)

JARAGUÁ

Por que ir: O destaque da festa este ano é o show do Grupo Tradição na Praça JK na segunda-feira.

Quem vai: Jaraguá é invadida por turistas em busca da animação da festa.

Esquentando os tamborins: Considerado um dos melhores carnavais do Vale do São Patrício, Jaraguá quer manter a tradição. Para isso, não economizou na escalação dos artistas que comandarão a festa. A Banda Mandala abre a folia na sexta-feira. Já no sábado e terça-feira, a Banda Ciclone garante a animação. Domingo é a vez do forró do Saia Amassada. Segunda-feira, a cidade vive o que foi batizado pelos organizadores de “micareta sertaneja” com o Grupo Tradição. Para os amantes de som automotivo, a boa notícia é que a atividade está liberada até as 20 horas.

Onde ficar: A cidade conta com uma razoável rede hoteleira com pousadas, hotéis e áreas de camping. Ainda há vagas. No Hotel Jaraguá (62-3326-1521), a diária no quarto simples sai a R$ 40.

Informações: 62-3326-4077.

ARUANÃ

Por que ir: Para quem gosta de agito aliado à natureza, Aruanã é o destino ideal.

Quem vai: Cerca de 80 mil pessoas escolhem a cidade como destino da folia. É bom para matar a saudade da temporada de férias de julho.

Esquentando os tamborins: Tendo a confluência dos Rios Vermelho e Araguaia como maior atrativo, Aruanã aposta todas as fichas da animação de carnaval com shows de banda de música baiana. Cinco atrações já estão confirmadas: Cia do Pagode, Banda Patinko, Banda Joyband, Cheiro de Bahia e Raça Pura. A festa está marcada para a Praça Central.

Onde ficar: Com vocação para o ecoturismo e prática de esportes radicais, Aruanã conta com uma boa estrutura hoteleira com hotéis, pousadas e camping. Para economizar, uma boa opção são dormitórios. A maioria das vagas já está ocupada. Na Pousada Berokã (62-3376-1335) só há vagas em quartos simples com diárias a partir de R$ 50.

Informações: www.aruana.tur.br

Anúncios

4 comentários em “Carnaval 2009 em Goiás – Do sossego ao agito

  1. essa cidade e muito linda,eu nunca fui mas eu acho, o meu tio mora em goiás essa CIDADE MARAVILHOSA

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s