Normandia (4) – Em Omaha, cemitério é atração

Omaha - Cemitério militar norte-americano

Renato Alves (texto e fotos)

Na rota do Dia D, há inúmeros cemitérios. De soldados aliados, de soldados alemães, de judeus. Mas nenhum atrai tantos visitantes quanto o da praia de Omaha, onde há 10 mil cruzes brancas. Uma para cada soldado norte-americano morto em combate. A maioria perdeu a vida em 6 de junho de 1944, o Dia D, como pode ser constatado nas pequenas placas, que além da data da morte traz o nome e local de moradia da vítima. Omaha - Desembarque no Dia DOmaha registrou o maior número de baixas na Europa durante a Segunda Guerra Mundial. A resistência alemã não facilitou a ação dos militares norte-americanos que tentavam desembarcar em território francês. O drama é revivido com requintes de detalhes mórbidos e fiéis nos primeiros minutos do longametragem O Resgate do Soldado Ryan, (1998), de Steven Spielberg. O filme começa e termina no cemitério de Omaha.

Omaha - Tropas desembarcam após o Dia DTropas dizimadas

Em 1944, Omaha era defendida pela 352ª divisão de infantaria alemã. Ao sair da água no Dia D, os soldados norte-americanos eram recebidos por balas de grosso calibre, minas e outros obstáculos que bloqueavam o acesso à praia.

Expostas, as tropas americanas foram quase dizimadas. Tanto que a operação esteve a ponto de ser suspensa. Mas os ianques abriram um foco na defesa alemã e chegaram à cidade de Vierville no final da tarde. Era o início do fim da Segunda Guerra.

Um enorme mapa colorido de concreto construído na beira da praia mostra todos os movimentos das tropas antes, durante e depois do Dia D. Ele fica no terreno cedido de modo perpétuo aos Estados Unidos, onde estão o cemitério e um monumento de pedra que lembram o sacrifício dos jovens soldados. Difícil não parar em frente a uma das cruzes brancas para uma longa e profunda reflexão.

Britânicos e alemães

Na rota do Dia D, também vale uma parada para conhecer o cemitério das tropas da Comunidade Britânica. Com seus bancos e canteiros de flores, lembra um parque do sul da Inglaterra. Em La Cambe. o cemitério alemão, onde estão enterrados 20 mil soldados, é relativamente pequeno e sombrio, com cruzes de bronze, e dominado pelo Monumento ao Soldado Desconhecido.

Omaha - Mapa do desembarque

Anúncios

21 comentários em “Normandia (4) – Em Omaha, cemitério é atração

  1. Olá Renato!
    Adorei seus posts sobre a Normandia. É exatamente a viagem que estamos planejando fazer!
    Gostaria de uma informação: você tem uma ideia de quanto tempo em cada lugar? Quantos dias você levou para fazer todo esse percurso?
    Obrigada!

    Curtir

  2. Felipe, numa srie de posts deste blog, voc todas essas infiormaes. Basta clicar no “Destino” “Frana”, direita da capa do blog e ler todos os posts sobre a Normandia. H textos desde a preparao da viagem a cada trecho que vcale ser visitado, com preos e dicas de hospedagem.

    Curtir

  3. ola,

    vou viajar para Paris pela segunda fez, mas desta fez nao quero perder a oportunidade de conhecer a normandia. por favor ha necessidade de se hospedar por la,(indo de trem) e se positivo qual o melhor roteiro ?

    Curtir

  4. Olá!
    Será que você poderia me informar exatamente onde é essa última foto? Com o mapa das praias?
    Muito obrigada!

    Curtir

  5. Eduardo, no o ideal, mas possvel fazer parte desse roteiro em um dia. Para tal, preciso alugar um carro e sair bem cedo de Paris, voltando no fim da tarde. As estradas so muito seguras e bem sinaliadas.

    No blog, h uma srie de posts (5, se no me engano) sobre este roteiro, que fiz com a minha mulher, em um carro alugado, inclusive de como se preparar para a viagem. Basta acessar o cone “Frana”, em “Destinos”, direita do site.

    Qualquer dvida, sinta-se vontade para mandar outro e-mail.

    Curtir

  6. Boa noite Renato.
    Viajei na sua viagem e gostaria de refazer o seu roteiro à Normandia, para economizar um tempo curto de nossa longa viagem cultural à Europa.
    Será que você ainda guardaria este roteiro e nos daria dicas sobre a região, de modo que seja possível percorrer toda a área em apenas 1 dia?
    Agradeço antecipadamente a ajuda.
    Cordialmente,
    Eduardo

    Curtir

  7. Alexandre, fiz todo esse roteiro h trs anos. H uma srie de posts sobre ele, inclusive como e por onde comear, onde se hospedar. Basta clicar no “Destino” ( direita, em cima) “Frana e rolar o mouse para baixo que voc ver.

    Comece sim por Caen. De l vc chega a Arromanches. Trs dias apertado para ver tudo, mas d.

    As estradas so excelentes, bem sinalizadas, seguras e com um cenrio belssimo.

    Curtir

  8. Salut, Renato.
    Seu blog esta de parabéns!
    Redação, explicações, dicas e etc.
    O post sobre a Chant Élisé esta ótimo.
    Desde o Brasil estava pesquisando na internet matérias sobre o famoso “Dia D”. Porém os dispostos na net não se comparam com o seu.
    Sem demagogia!
    Estou em Rouen estudando o idioma francês.
    Bom, como fotografia é um hobby que adoro, acredito que será interessante conhecer essa fatidica parte da Normandia.
    Algumas perguntas:
    Para conhecer essa parte do litoral, é melhor ir diretamente para Caen ou Arromanches?
    Alugo um carro e faço todo o roteiro.
    Penso em iniciar a jornada na tarde de sexta e retornar no domingo. Tu achas que é tempo o suficiente?
    As estradas e os acessos como são?
    Grato,
    Alexandre.

    Curtir

  9. Gente, obrigado pela visita. Saibam que esse post faz parte de uma série de textos sobre a Normandia.

    Ela está aqui nesse blog (www.ultimaparada.wordpress.com). Basta clicar no “Destino” “França”, à direita da página.

    Curtir

  10. Jos Ricardo, h sim um trem que liga Paris a Caen. Mas, se quer percorrer as praias do desembarque, do Dia D, vai precisar de outra conduo, como um carro alugado. No h ofertas de passeios regulares nas cidades da regio.

    Se quer conhecer quase tudo em um dia, ter que sair de madrugada da capital francesa.

    Uma dica: tente passar ao menos uma noite em uma das cidades da regio, como Caen. L tem at Ibis, Formula 1.

    Curtir

  11. Renato,
    É possível fazer um passeio de 1 dia até a
    Normandia saindo de Paris? Soube que pode ir
    de trem. Iria em Omaha e CAEN, voltando então para Paris. Como seria esse roteiro?
    Grato.

    José Ricardo.

    Curtir

  12. Telma, Caen é a maior cidade da região. Conta com bons hotéis, de todos os preços, inclusive um Íbis, onde me hospedei. Mas é preciso ter um carro para conhecer todas as praias.

    Você leu todos os posts dessa série sobre a Normandia? Eles descrevem todas as outras atrações, traçando um roteiro de visita, inclusive com preços. Basta clicar no “Destino” “França”, à direita.

    Curtir

  13. Ola Renato :
    quanto tempo gastaria de Paris, a normandia,
    e se seria possivel ir e voltar em um mesmo dia ?

    Curtir

  14. André,
    de carro você gastará de 3 a 4 horas. Mas aconselho fazer o caminho descrito nos posts anteriores, parando para conhecer todas as praias do Dia D. É muito mais legal, proveitoso, emocionante.

    Curtir

  15. Filipe, em todas as praias do desembarque ainda há restos de munições e, principalmente, navios e blindados. Muitos são visíveis na maré baixa. Muito mais, certamente, está encoberto.

    Curtir

  16. ola eu sou o filipe e gostava de saber se em Omaha beach no meio daquela areia nao e possivel aver ainda municoes ou outras coisas

    obrigado e comprimentos filipe

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s