Vale Sagrado (3) — Mirante de Taray

Eliane Moreira

A 8 Km de Cusco, no mirante de Taray, surge a primeira visão do Vale Sagrado. Lá embaixo, vê-se o Rio Vilcanota, importante para os brasileiros por atravessar todo o Vale Sagrado e chegar ao Brasil, recebendo aqui o nome de Rio Solimões. Quando o Solimões encontra o Negro, passa a se chamar Rio Amazonas.

Ainda no Peru, o Vilcanota recebe o nome de Urubamba e suas águas banham todo o Vale Sagrado, fertilizando as terras ao seu redor. Aproveitando essa fertilidade, os incas construíram terraços de pedra nas encostas das montanhas, como grandes escadarias, cultivando várias espécies de batata e milho.

É a segunda parada no passeio pelo Vale Sagrado, rápida, apenas para fotos. Ainda assim, no mirante há peruanos vendendo souvenirs e grãos de diferentes espécies de milho para recordação.

Anúncios