O endereço dos descolados em Toronto

Renato Alves (texto e fotos)

Hotéis-butique, lojas de design, cafés e boates badaladíssimas. O extremo oeste da Queen Street, conhecida como West Queen West, reúne o que há de mais moderno na moderníssima Toronto. Endereço certo para os apaixonados por moda, os baladeiros e o público gay.

O bairro entre as avenidas Gladstone e Palmerston ainda está em transformação. A mudança foi iniciada nos anos 2000, quando charmosos (mas decadentes) casarões de estilo vitoriano começaram a ser ocupados por galerias de arte contemporânea, lojas de decoração e butiques de artistas locais.


Sugestão: comece a visita pelo Hotel Gladstone, o mais antigo da cidade. Ele fica na esquina da Queen Street com a Gladstone Avenue. Além do restaurante-café, tente visitar um dos 37 quartos do empreendimento. Cada um deles recebeu decoração de um artista diferente.

Após deixar o Gladstone, dê início à caminhada em direção ao centro. Logo encontrará outro boutique hotel, o Drake (foto abaixo), que também oferece quartos confortáveis e muita cultura. Além do bar externo, conta com uma boate no subsolo e um agradável bar na varanda.


Ao longo da Queen Street West, não deixe de entrar em cada loja de design. Você encontrará estilosas camisetas, bolsas e peças decorativas para casa. A extensa avenida também abriga lojas de vinil, livrarias especializadas, bistrôs. Claro que tudo tem seu preço. Mas, às vezes, vale a pena só observar e admirar o poder criativo dos canadenses.

A arte está expressa também em fachadas de lojas e postes de rua. Eles são cobertos por grafites, como os vistos em toda grande metrópole, e por cartazes bem bolados, que anunciam todo tipo de evento.

O melhor museu

Aproveitando o passeio cultural, uma dica é unir o passeio pela West Queen West a uma visita à Art Gallery of Ontario, no mesmo dia. Considerado o melhor museu do Canadá e um dos melhores do mundo, reúne mais de 68 mil obras, com destaque para a rica coleção de artistas canadenses, arte inuíte — feita pelos nativos esquimós — e clássicos europeus.

Como todo grande museu que se preze, tem uma loja. Mas não é uma lojinha qualquer. Nessa, pode-se comprar até grandes peças decorativas para casa. Há ainda um charmoso café anexo. No mesmo quarteirão do museu, uma atração à parte é a arquitetura do prédio sede do Ontario College of Art and Design, na McCaul Street. O prédio foi erguido sobre três estacas de 30m de altura.

DICAS

CLIMA
Toronto registra as temperaturas mais baixas de novembro a março: elas podem chegar a -11ºC. Em abril, maio, setembro e outubro, a temperatura fica amena durante o dia, com os termômetros marcando de 12ºC a 21ºC, e chega aos 4ºC à noite. Os meses mais quentes são junho, julho e agosto, com temperaturas variando de 11ºC a 27ºC.

ONDE COMPRAR
Eaton Centre — O shopping, no centro da cidade, reúne grifes famosas, lojas de material esportivo, eletrônicos, brinquedos e livrarias (foto).

Vaughan Mills — Localizado a cerca de 40 minutos do centro de Toronto (há traslado gratuito), o outlet tem lojas com preços normais (já bem baratos para os brasileiros) e grandes pechinchas.

ALGUNS MUSEUS
The Bata Shoe Museum — Exibe a rara e exótica coleção de sapatos de Sonja Bata e de celebridades, como Elton John, Elvis Presley, entre outros. Ingressos: CAD$ 14 (adultos), CAD$ 12 (maiores de 65), CAD$ 5 (visitantes de 5 a 17 anos) e entrada franca para menores de 5 anos.
Art Gallery of Ontario — Guarda uma das mais extensas coleções de arte e escultura moderna do Canadá. Ingressos: CAD$ 8.
Royal Ontario Museum — Acervo vasto e extremamente variado de artes puras e aplicadas, ciências naturais e arqueologia. Ingressos: CAD$ 15.

PARA CRIANÇAS
Canada’s Wonderland — Complexo de diversão, a meia hora da cidade, com diversos brinquedos, parque aquático e shows musicais. Ingressos: CAD$ 52.

Toronto Zoo — Considerado um dos melhores zoológicos do mundo, ocupa uma boa parcela do Rouge River Valley e tem fácil acesso, tanto de carro quanto por transporte público. Ingressos: CAD$ 19.

Imposto alto
Com a moeda local valendo alguns centavos menos que o dólar norte-americano, o Canadá também é um excelente destino para compras, em especial de roupas de grife, calçados, cosméticos e produtos eletrônicos. Mas o turista brasileiro precisa ficar atento a uma informação omitida nas vitrines e nas etiquetas: os preços dos produtos não incluem o imposto, atualmente em 13%. Diferentemente do que ocorre em outros países, o visitante não tem direito a reembolso (chamado de tax refund) dessa taxa.

Anúncios

3 comentários em “O endereço dos descolados em Toronto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s