Colômbia, o risco é você querer ficar

Eliane Moreira

Durante décadas a Colômbia teve sua imagem associada ao narcotráfico e às ações terroristas das Farc. Com a campanha Colômbia, o risco é você querer ficar, o governo colombiano tenta acabar de vez com essa imagem e aumentar o número de turistas no país.

Para garantir o slogan, governo e empresários investem em segurança, e é quase impossível caminhar pelas zonas turísticas sem avistar policiais ou seguranças particulares. Bom para os brasileiros. Com voos diários partindo de Guarulhos, para entrar no país vizinho basta apresentar a carteira de identidade. A página do consulado colombiano na internet também recomenda o certificado internacional de vacinação contra febre amarela, conseguido nos postos da Anvisa.

Destinos da maioria dos turistas, os modestos aeroportos Eldorado, em Bogotá, e Rafael Nunez, em Cartagena, não se comparam em tamanho e infraestrutura aos grandes aeroportos internacionais. Ambos possuem, no entanto, casas de câmbio (1 real equivale a 1.000 pesos colombianos, a moeda oficial do país) e um seguro serviço oficial de táxi.

Aliás, embora em algumas cidades o transporte público seja bastante eficiente, como o exemplar sistema de ônibus TransMilênio implantado em Bogotá, táxis são uma opção boa e barata para circular pelas cidades colombianas. Mas atenção: evite pegar os táxis na rua. Por segurança, prefira pedi-los nas recepções de hotéis e restaurantes.

Outra dica: embora a maior parte das casas de câmbio aceite reais, leve dólares. Na hora da troca, o real é bastante desvalorizado por lá.

Com uma geografia diversificada, as atrações da Colômbia vão da fria e cultural Bogotá (fotos acima), com altitude de 2.640m, à caribenha Cartagena (abaixo), ao nível do mar; da exploração de esmeraldas à produção do mundialmente renomado café; da literatura de Gabriel García Marquez às gorditas obras de arte de Fernando Botero; da excelente gastronomia às deliciosas frutas tropicais.

Com tudo isso cada vez mais acessível ao turista, vale a pena correr o risco de não querer voltar.

Anúncios

Um comentário em “Colômbia, o risco é você querer ficar

  1. Renato, o certificado de vacinação é uma exigência ou é apenas um recomendação? Alguém cobrou este certificado a você em algum momento de sua estadia ?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s