Feira do Troca em Olhos D’água (GO)

Olhos Dagua 1

Renato Alves e Zuleika de Souza (fotos)

Ocorre neste primeiro fim de semana de dezembro a 79ª Feira do Troca de Olhos D’água, distrito de Alexânia (GO), a 100km de Brasília. O tradicional evento é realizado duas vezes por ano. A feira é palco de troca, escambo e aquisição de produtos nativos, artesanato, gastronomia, vestuário e antiguidades a preços muito baixos.

Olhos Dagua 2

Zoim é como alguns brasilienses, que foram morar lá em busca de sossego, chamam o lugarejo. E muitos só ouvem falar daquelas bandas a cada seis meses, quando tem a famosa Feira do Troca. Armando e Laís, professores da UnB, que, na década de 1970 foram se refugiar no lugar, se depararam com a pobreza dos moradores e tiveram a ideia de, com amigos de Brasília, juntar roupas e utensílios. Em vez de doar, propuseram trocar por artesanato ou produtos agrícolas para incentivar a produção local.

Olhos Dagua 3

Os artesãos da cidade passam seis meses confeccionando peças para serem vendidas nessa época. Guardam o melhor mel para trocar. Tem muito artesanato em palha e de barro. As famosas bonecas de pano da região estarão em várias barracas. Quem optar por passar o fim de semana tem à disposição pequenas pousadas.

A Feira  do Troca deu certo e, já não é mais como o casal pioneiro pensou. Ficou muito grande e, hoje, atrai vendedores de bebidas e de produtos importados, que descaracterizam a ideia. Mas o artesanato continua sendo uma atração para o lugar.

Durante todo o ano, é possível visitar as casas e ateliês dos artistas. Como o famoso Lourenço Silva, que tem suas bonecas de barro espalhas pelo mundo.

A Fatinha das fibras, superpremiada e reconhecida pelo Brasil afora, continua morando e fazendo suas lindas santas, pequenas bailarinas, anjos, espíritos santos, com a palha do milho, sementes, flores e folhas do belo cerrado de Olhos.

Don’Ana, que recebe os visitantes com um largo sorriso, faz divertidos bonecos de pano e conta muitas histórias do lugar.

Edelvais Jeker, que é uma espécie de consulesa da comunidade brasiliense em Olhos D’Água, tem a Oficina do Bem, que faz oratórios e enfeites para jardins, reaproveitando tudo: uma sapateira virou jardim suspenso de plantas suculentas.

Anúncios

5 comentários em “Feira do Troca em Olhos D’água (GO)

  1. Cida, a feira ocorre a cada seis meses. A próxima não tem data exata para ocorrer. Susana, os ateliês citados acima permanecem abertos no povoado, principalmente nos fins de semana.

    Curtir

  2. Olá, boa tarde. Não conheço a feira… só de comentários. Gostaria de saber quando será a próxima, pois tenho muitas coisas para trocar… obrigada. Cida

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s