Festa de luzes para Oscar Niemeyer

Niemeyer em Brasília

Luiz Calcagno, do Correio Braziliense

Imagine um portal de luz que abraça a Fonte Luminosa da Torre de TV, no Eixo Monumental, e, ao redor, bailarinas que dançam presas a balões de gás hélio pintados à mão ao som de música. Esse será o tom de magia que reunirá cerca de 5 mil brasilienses para homenagear o arquiteto Oscar Niemeyer, em 15 de dezembro, quando ele completaria 105 anos. O espetáculo a céu aberto, criado pelo italiano Valerio Festi, mistura luzes, performances e música, e era desejo de Niemeyer, desde 2010, que a obra do artista iluminasse o natal da capital federal.

Para a data em que o gênio faria aniversário, está programado, em sinal de luto, o acendimento parcial da estrutura, apresentações artísticas e a performance de uma bailarina vestida de vermelho, para simbolizar o comunismo de Niemeyer, presa a um globo flutuante sobre os espectadores. O espetáculo será gratuito, para toda a população. A obra montada por Festi é constituída de uma estrutura de 20 metros de altura, com 65 mil lâmpadas coloridas. No dia 22, todas as luzes do monumento serão acesas, com novas atrações .

Serão dois eventos diferentes na mesma estrutura e depois as luzes permanecerão na Fonte Luminosa para que os brasilienses visitem o local. Ainda no dia 15, dois artistas apresentarão um diálogo surrealista criado com frases de Oscar Niemeyer sobre diversos temas abordados pelo arquiteto durante a vida. Funcionários trabalhavam na tarde de ontem para levantar a estrutura que, sob o sol e com as luzes apagadas, fica branca, e se assemelha a um bordado na madeira.

Festa de luzesValerio Festi estudou a arquitetura brasiliense e pensou a obra em homenagem aos traços e curvas características e às tradições da cidade, considerada pelo light design uma capital “moderna e importante para o mundo”. O abraço, segundo o próprio artista, remete o brasiliense às asas do avião riscado por Lucio Costa e cravado no Planalto Central do país pelos candangos. As luzes e o som, por sua vez, são as curvas e a disposição dos prédios de Niemeyer. “O som, é como o Eixo Monumental, harmonia, e o ritmo, são os ministérios”, explicou.

Niemeyer e Festi estiveram juntos em 2010 para programar um espetáculo natalino que não saiu do papel. Agora, um artista homenageia o outro. Quando soube que finalmente cumpriria com os planos do amigo, o italiano, também conhecido como arquiteto de luzes, contou ter ficado sem dormir. Ao Correio, se declarou admirador de Brasília e do desenhista que projetou os prédios da cidade. “Sou muito feliz por cumprir este projeto. Penso que a morte de Oscar Niemeyer foi feliz. No sentido de que ele teve uma vida longa. Era uma pessoa que falava sempre dos jovens e celebrava a vida”, declarou.

Grandiosidade

Os monumentos luminosos de Festi são famosos no Brasil e no mundo. As obras do italiano iluminam e já iluminaram  Tóquio, Paris, Madri, Istambul, entre outras. Aqui, o artista já desenhou com luzes os natais de Gravatá (PE), Rio de Janeiro (RJ) e Curitiba (PR). “Cada ano é repleto de comemorações. Cada família tem as suas, e as cidades não são diferentes. Cada uma tem sua maneira de celebrar, seus lugares especiais, seu tempo e suas tradições. É preciso conhecer esses costumes para projetar nossas luzes”, disse.

O Governo do Distrito Federal escolheu a Fonte Luminosa da Torre de TV em detrimento da Torre Digital, em Sobradinho. Isso porque, no Eixo Monumental, o espetáculo seria acessível a moradores de todas as regiões administrativas. Segundo a produtora de Valerio, Manuela Derks, Brasília foi a primeira cidade brasileira que o italiano pensou para construir uma escultura luminosa. “Este ano, o governador Agnelo Queiroz nos chamou para fazer o natal. Ele (Valerio) se sentiu lisonjeado pelo convite. Seria apenas no dia 22, mas Agnelo pediu algo especial para o dia 15”, revelou a produtora.

PROGRAMAÇÃO

15 de dezembro

18h45 – apresentação dos Canarinhos de Brasília seguido do Auto de Natal.

20h – acendimento do portal do Abraço de Luz, apresentação do Coro Lírico de Brasília, diálogo surrealista produzido com as frases de Niemeyer e performance com a bailarina acrobata.

0h – as luzes se apagam.

22 de dezembro

20h – acendimento total do Abraço de Luz, apresentação da Orquestra Sinfônica de Brasília e performance com duas esferas com acrobatas no céu da praça.

24 e 25 de dezembro

20h – acendimento do Abraço de Luz até às 2h do dia 25. Do dia 26 até 6 de janeiro, as luzes ficarão acesas entre 20h e 0h.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s