Montevidéu em 48 horas

Foto de Renato Alves

Foto de Renato Alves

Montevidéu é um daqueles destinos que cabem em um fim de semana, caso você consiga um voo direto para a capital uruguaia. Se não, programe-se para visitar a cidade em um feriado prolongado.

Suas ruas planas e o clima ameno são um convite para longas caminhadas. Os mais preguiçosos, não se preocupem. Os táxis são baratos e os motoristas, em geral, bem honestos.  

Foto de Renato Alves

Sem tantas opções de entretenimento quanto a vizinha do outro lado do Rio Prata, Montevidéu é muito mais segura e mais barata que Buenos Aires. Por isso, pode-se conhecer o essencial em pouco tempo sem pressa nem estresse.

Foto de Renato Alves

Listamos para você um tour em 48 horas pelo que de melhor há por lá.

Primeiro dia

Manhã

Comece o passeio pela Ciudad Vieja, o centro histórico. Na manhã de sábado, as lojas ainda estão todas abertas. Inicie a caminhada pela Praça da Independência, a mais importante do país, que ainda tem um dos portões da antiga muralha que cercava a cidade no período colonial. Passe por ele e siga pelo calçadão, onde há uma feira de artesanato aos sábado.

Foto de Renato Alves

Meio-dia

O Mercado del Puerto é o mais tradicional ponto de parada para um almoço. Muitos também aproveitam saborear uma cerveja gelada. O espaço, um galpão bem conservado, serve o legítimo churrasco uruguaio. As carnes e os miúdos são assados em grelhas à vista dos frequentadores.

Foto de Renato Alves

Tarde

Faça uma visita guiada ao Teatro Solís, conheça a obra do maior artista plástico uruguaio no Museo Torres García, perca-se pelas ruas de casario histórico, aprecie a arquitetura, entre numa livraria. Entre um passeio e outro, faça um pit-stop em uma das diversas cafeterias da região.

Foto de Renato Alves

Segundo dia

Manhã

Para quem curte antiguidades, é obrigatória uma passada na Feria Tristán Narvaja, na manhã de domingo. Mas, além de antigüidades e outras quinquilharias, lá tem também um pouco de tudo, como frutas, verduras, bichinhos de estimação. Outra atração são os próprios uruguaios com cuia de mate na mão e garrafa térmica debaixo do braço.

Foto de Renato Alves

Meio-dia

Siga para Pocitos e almoce por lá. O bairro à beira-rio, um dos mais nobres da cidade, tem o melhor shopping. Depois das compras, prefira comer em um dos restaurantes fora, mas próximo. Deguste um sorvete de doce de leite ou um doce caseiro em uma das várias casas especializadas da área.

Foto de Renato Alves

Tarde

Visite o Museo del Fútbol no Estádio Centenário, entre Pocitos e o centro. Mas ele só abre de 2ª a 6ª das 10h às 18h. Com ou sem ele na agenda, caminhe pelo calçadão de Pocitos (a Rambla) no fim da tarde. Ao longo dele, há ótimos restaurantes e bares. Se gosta de parque, vá ao Rodó.

Leia também

Um dia em Colônia de Sacramento

Um comentário em “Montevidéu em 48 horas

  1. Fiquei com a mesma impressão, uma bela cidade e que pode ser vista com calma, afinal, são poucos os lugares para visitar. Por outro lado, a limpeza da cidade, a educação dos moradores e o churrasco me chamaram muito a atenção para esse pequeno pais aqui do lado. Um abraço

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s