Igreja de 235 anos e conjunto de prédios do século 19 são restaurados em Goiás Velho

Museu de Arte Sacra

Dois dos prédios mais importantes da Cidade de Goiás – também conhecida como Goiás Velho – serão reabertos à visitação no próximo sábado (25/7), após serem restaurados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O Museu de Arte Sacra e a Escola de Artes Plásticas Veiga Valle compõem o centro histórico do município de 25 mil habitantes, distante quase 300km de Brasília e considerado Patrimônio Histórico e Cultural Mundial.

A primeira etapa da obra do Museu de Arte Sacra da Boa Morte estava em andamento desde novembro de 2014. A obra custou R$ 500 mil, oriundos do Fundo Nacional de Cultura.

Entre os trabalhos executados no Museu de Arte Sacra estão ações emergenciais, como drenagem e reforços estruturais. Ainda, serviços essenciais, como revisão das instalações elétricas, substituição de reboco, recuperação das esquadrias e repintura.

A Igreja de Nossa Senhora da Boa Morte foi construída em 1779, com arquitetura religiosa e fachada com elementos característicos do barroco. O templo foi tombado pelo Iphan em 1950 e passou a museu em 1968, com nome de Museu da Boa Morte.

Seu acervo inclui os altares da igreja, diversas imagens sacras do escultor goiano Veiga Valle, além de uma Nossa Senhora do Rosário de origem portuguesa, único bem móvel tombado individualmente pelo Iphan em Goiás. O Museu de Arte Sacra também tem pratarias e telas de cunho religioso, terços e coroas dos séculos XVIII e XIX, mobiliários do século 19, entre outros.

Salas de música

A segunda obra a ser entregue é a Escola de Artes Plásticas Veiga Valle, que reabre as portas após 10 meses em obras de restauro e requalificação. O Iphan foi o responsável por conduzir os trabalhos, que contaram com recursos de R$ 1,3 milhão. Entre os serviços executados estão o reordenamento das atividades de aula no bloco principal do edifício, a instalação da direção e copa no bloco que abrigava a cadeia da cidade, e a execução de um novo anexo, para receber as salas de música e de modelagem, além de adequadas instalações sanitárias. Novos espaços de permanência também foram propostos, melhorando a interligação da escola e resguardando sua integridade.

A escola é parte do conjunto tombado na cidade de Goiás e oferece diversos cursos, como desenho, escultura, pintura, gravura e história da arte, já tendo recebido entre seus professores alguns dos maiores nomes das artes plásticas em Goiás. Ela é formada por edifícios do século 19, com características da arquitetura vernácula de Goiás, e foi transformado em escola de artes em 1968.

Aniversário

As obras serão entregues no sábado, durante as comemorações do aniversário de Goiás Velho e da festa de Sant’Ana, padroeira da cidade. Na ocasião, o Governo do Estado de Goiás transfere a sua administração para Goiás Velho, primeira capital goiana.

Fundada em 1732, a Cidade de Goiás recebeu, em 2001, da Unesco, o título de Patrimônio Histórico e Cultural Mundial, por sua arquitetura barroca peculiar, por suas tradições culturais seculares e pela natureza exuberante que a circunda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s