Christiania, a cidade anarquista da Dinamarca

Christiania - Entrada

Mariana Laboissière

Para aqueles que buscam uma experiência de turismo inusitada, visitar Christiania, na Dinamarca, pode ser algo transcendental. Trata-se de uma cidade independente dentro da capital Copenhague e que possui cerca de 1 mil habitantes. Os limites físicos de onde começa e de onde termina “a cidade dentro da cidade” não são muito claros, a não ser por um portal em madeira na entrada da comunidade onde lê-se “Christiania”.

Christiania2

A região foi ocupada na década de 1970 por hippies e artistas, como forma de protesto perante o governo da época. Mesmo longe daquele cenário, a comunidade se mantém até hoje. Além de não pagarem impostos no local, os moradores convivem com a venda liberada de maconha, haxixe e skank em barraquinhas a céu aberto, durante o dia ou à noite. Embora não seja muito iluminada, a região parece pacífica, mesmo ao entardecer. Pisca-piscas pendurados do lado de fora dos sobrados e as várias paredes com grafite dão um charme a mais ao lugar.

Christiania3

Não há passagem para carros dentro dessa cidade. O transporte básico dos moradores é a bicicleta. Inclusive, há um tipo de magrela que foi batizada em homenagem à Christiania: ela apresenta um carrinho acoplado na parte da frente, onde podem ser levadas crianças, animais e as compras do supermercado. Esse modelo é comercializado em toda a Dinamarca, reforçando o estilo de vida dos habitantes do país. Em Copenhague, inclusive, o número de bicicletas já ultrapassou o número de habitantes. 

Christiania1

Mas engana-se quem imagina que em Christiania é uma terra sem leis. Há regras de comportamento estampadas em placas e outdoors ao longo da cidade. Entre as condutas recomendadas estão: não correr, não andar falando ao celular em determinadas áreas e, principalmente, não fotografar. Várias placas estampam o sinal de proibido associado a desenhos de máquinas fotográficas. Algumas pessoas andam pela cidade com os rostos cobertos e parecem ser responsáveis por vigiar os turistas. Mas, nem mesmo isso quebra a tranquilidade do povoado, uma cidade sem lei, onde é comum notar, do lado de fora dos bares, grandes mesas de piquenique, onde as pessoas conversam sem muita preocupação.

Christiania5

A região causa controversa dentro da própria Dinamarca, mas, segundo moradores de Copenhague, as ações policiais não são tão comuns ali. De fato, é um lugar mágico, exótico e que merece ser visitado.

Copenhague 6

Para saber mais

Página oficial de Christiania

Christiania na Rolling Stones

Christiania no Catraca Livre

2 comentários em “Christiania, a cidade anarquista da Dinamarca

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s