Dez das paisagens mais estonteantes do mundo

Saia em busca da aurora boreal

Do Lonely Planet

Observar uma vista extraordinária pela primeira vez é uma das maiores emoções de um viajante – e estas 10 paisagens estão entre as mais estonteantes que já vimos.

Parque Nacional de Yellowstone, Wyoming, EUA

Vista aérea da Grand Prismatic Spring
Foto por: 
©Lorcel/Shutterstock 

O Parque Nacional de Yellowstone tem uma quantidade imensa de cenários fabulosos, das cachoeiras estrondosas do Grand Canyon ao famigerado gêiser ‘Old Faithful’. Mas seria difícil superar as cores deslumbrantes da Grand Prismatic Spring, a maior fonte termal dos EUA. O espectro de tons que variam de verde-esmeralda a ferrugem provém de diferentes tipos de bactérias, e cada uma delas se prolifera em uma temperatura específica de água.

Aurora boreal, KirunaSuécia

Esse espetáculo surreal é uma das mais cobiçadas coisas para fazer antes de morrer. A fascinante exibição aparece quando partículas carregadas, que emanam do sol a 1.4 milhões de km/h, atingem o campo magnético da Terra nos polos do planeta. O efeito dessas cortinas de luz é intensificado por tempestades solares. Nunca houve melhor época para observar a misteriosa aurora boreal – o período atual de máxima atividade solar atinge seu ápice; então, saia à caça delas entre novembro e março no norte da Escandinávia, no Alasca, no Canadá e até na Escócia.

Platô de Valensole, Alpes de Haute-Provence, França

Vista do Platô
Foto por: 
©Peter Zelei Images/Getty Images/Moment RF

Paris até pode ter mais fãs, mas uma das vistas mais românticas da França são as planícies onduladas da Provença salpicadas de roxo no verão. Da lavanda dos campos do Platô de Valensole se faz óleo de lavanda, mel, sabonete e sachês perfumados. Os campos perfumados normalmente florescem em julho.

Gêiser Strokkur, Islândia

O Strokkur em ação
Foto por: 
©Gary Toriello/Lonely Planet

Na junção entre duas placas tectônicas, a Islândia é uma das regiões mais geologicamente ativas do mundo, uma fantástica atração para viajantes com sede de aventura. Em uma paisagem tão imprevisível, o gêiser Strokkur consegue permanecer surpreendentemente pontual: ele estoura a cada quatro ou oito minutos, lançando água a 40 metros para o ar. O próprio termo ‘gêiser’ vem do islandês ‘geysa’, que significa ‘jorrar’.

The Wave, Coyote Buttes, ArizonaUtahEUA

O impressionante The Wave
Foto por: ©Stefano Coltelli/Lonely Planet

Essa maravilha de arenito na fronteira Arizona-Utah é uma vista cobiçada não somente por seu formato notável, mas também pela caminhada dolorosa para se chegar até ela. O padrão ondulado faz com que sedimentos se depositem sob mares que desapareceram, e as rochas se desgastam pelas intempéries.

Cachoeira Nideck, AlsáciaFrança

Esta cachoeira em Nideck está localizada em uma floresta, abaixo das ruínas de um castelo – que, de acordo com um conto de fadas dos Irmãos Grimm, era habitado por uma família de gigantes. As quedas atingem o ápice da magia no inverno, quando congelam e viram uma cascata de pingentes de gelo.

Vulcão Nabiyotum, Quênia

A cratera circular de Nabiyotum fica ao norte do Lago Turkana no Quênia, o maior lago alcalino do mundo. O Vale Rift é lar de várias crateras, bem como de vulcões ainda ativos. A região é remota e pode ser difícil de explorar, mas as recompensas são várias: assim como vistas geológicas de outro mundo, o lago abriga mais de 150 espécies de pássaros e também girafas, zebras e búfalos.

Parque Nacional dos Lagos de Plitvice, Croácia

Gruta ao pôr-do-sol
Foto por: 
©Mark Read/Lonely Planet

Na lista de patrimônios mundiais da Unesco, esse parque é constituído de lagos interligados e com cascatas, grutas e uma floresta. Viajantes podem explorar essa terra das maravilhas aquáticas através de uma série de trilhas interligadas na mata, em torno dos lagos ricos em minerais. As passagens podem ficar lotadas no verão, mas vale a pena ver os arco-íris tremeluzindo fora das cachoeiras e borboletas pairando em volta das piscinas de água verde-azulada.

Cachoeira na geleira Mýrdalsjökull, Islândia

A Islândia tem uma variedade notável de cachoeiras impressionantes, da ondulada Goðafoss à retumbante Dettifoss. As quedas em Mýrdalsjökull, em especial, são impressionantes: a geleira cobre um vulcão ativo, e o escoamento cria uma cascata consideravelmente vigorosa.

Arrozais em Yuanyuang, Yúnnán, China

Yúnnán, no sudoeste da China, é uma caixa de surpresas de paisagens maravilhosas, incluindo florestas tropicais e picos cobertos de neve. Esse incrível mosaico é uma planície fértil de arrozais no centro agrícola da região.

Este artigo foi publicado em Janeiro de 2016 e foi atualizado em Janeiro de 2016.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s