Cidade do México: dois hotéis e um motorista para chamar de seu

 

IMG_5467.JPG

Eliane Moreira

Nos sete dias que passamos na Cidade do México, nos hospedamos em dois hotéis, ambos na região central, próximos ao Zócalo. Embora a população da capital mexicana ultrapasse 20 milhões de habitantes e o país tenha um histórico de violência por causa das guerras entre os narcotraficantes, a área central, assim como toda a cidade, é bem policiada e segura. Por isso, fica a dica de dois bons hotéis:

Hotel Histórico Central

Localizado a poucas quadras do Zócalo, o Hotel Histórico Central tem ambientes requintados e quartos limpos e confortáveis, a preços inferiores aos de sua categoria. Oferece café da manhã completo, com boa variedade de pães, frutas e acompanhamentos, além de pratos típicos da culinária mexicana.

Hotel Histórico Central2.png

No saguão, garrafinhas de água mineral e maçãs são permanentemente disponibilizadas aos hóspedes, de graça. Há uma cafeteria na recepção, com poucas opções para um lanche no final do dia, o que não chega a ser um problema dado o grande número de restaurantes e lanchonetes no entorno.

IMG_5283.JPG

O Histórico Central ainda viabiliza passeios com motoristas particulares com ótimos carros a preços fixos e condizentes com os valores cobrados em média.

Hotel Histórico Central1.png

Hotel Fiesta Inn Centro Histórico

O hotel ocupa alguns andares de um prédio comercial, em frente ao Parque Alameda e muito próximo ao Palácio Bellas Artes. No térreo, funcionam algumas lojas e lanchonetes como McDonalds, Subway e Starbucks.

Apesar dessa movimentação, os quartos são silenciosos e o acesso aos andares dos apartamentos só é permitido aos hóspedes do hotel. Quartos confortáveis e grandes, o café da manhã é cobrado a parte.

De forma geral, o Fiesta Inn não é tão aconchegante quanto o Histórico Central, mas oferece um bom custo-benefício.

Continuar lendo “Cidade do México: dois hotéis e um motorista para chamar de seu”

Anúncios

Museu Frida Kahlo e Museu Leon Trotsky

IMG_6064.JPG

Eliane Moreira (texto) e Renato Alves (fotos)

Quem passeia pelas ruas residenciais do pitoresco bairro de Coyoacán, na Cidade do México, não desconfia que no passado o bairro serviu de endereço para dois ilustres moradores: a pintora mexicana Frida Khalo e o revolucionário russo Leon Trótski.

IMG_6037.JPG

Dona de uma biografia marcante, Frida quebrou tabus por suas ideias e comportamento, e, apesar de ter vivido em um país considerado machista, despontou como ícone feminista mundo a fora. Hoje seu rosto está em todo tipo de souvenir, em bolsas, roupas e até em editoriais de moda.

Continuar lendo “Museu Frida Kahlo e Museu Leon Trotsky”

Teotihuacan, a Cidade dos Deuses

IMG_5575.JPG

Eliane Moreira (texto) e Renato Alves (fotos)

A 40 km da Cidade do México, encontra-se um dos sítios arqueológicos mais visitados no país. Teotihuacan, a Cidade dos Deuses, encanta os turistas pelas imponentes pirâmides do Sol e da Lua.

IMG_5529.JPG

Muitos são os mistérios sobre as origens de Teotihuacan. Patrimônio Mundial desde 1987, ao contrário do que muitos pensam, não foram os astecas que ergueram Teotihuacan, mas uma comunidade de povos de várias etnias.

IMG_5549.JPG

Fato é que uma visita a Teotihuacan descortina uma incrível volta ao passado e à uma cultura politeísta, que cultuava elementos da natureza e animais como divindades e, ao mesmo tempo, construiu uma cidade de moderno plano urbanístico.

IMG_5531.JPG

Além das gigantescas pirâmides, Teotihuacan era cortada por uma avenida de 3 km, a Avenida dos Mortos, e várias construções que revelam uma sociedade organizada e estratificada.

Continuar lendo “Teotihuacan, a Cidade dos Deuses”

Cidade do México, comece pelo Zócalo

IMG_5158.JPG

Eliane Moreira (texto) e Renato Alves (fotos)

Quem nunca voltou de uma viagem com a sensação de que muitos pontos turísticos ficaram de fora do roteiro porque não deu tempo de visitar tudo? Essa sensação pode ser muito, muito intensa quando se visita a Cidade do México.

IMG_5169.JPG

Com um país construído por civilizações maias e astecas, famosos revolucionários como Pancho Villa e Zapata, personagens que viraram ícones mundiais como a pintora Frida Khalo, além de uma culinária peculiar e apreciadíssima, atrações para todos os gostos é o que não falta à capital mexicana.

Continuar lendo “Cidade do México, comece pelo Zócalo”