10 cidades “secretas” na Europa

A dica é o TripAdvisor, o maior site de turismo do mundo. Confira a lista, com algumas opções de hospedagem:

Cesky Krumlov
Boêmia, República Tcheca
Hotéis recomendados para reservar nas proximidades
Polperro
Cornualha, Inglaterra
Hotéis recomendados para reservar nas proximidades
Dolceacqua
Ligúria, Itália
Hotéis recomendados para reservar nas proximidades
Trogir
Croácia
Hotéis recomendados para reservar nas proximidades
Valldemossa
Maiorca, Espanha
Hotéis recomendados para reservar nas proximidades

Air France e KLM têm passagens para a Europa a partir de US$ 429

Paris - Torre Eiffel a noite

Até 4 de fevereiro de 2016 as duas companhias oferecem passagens para as principais cidades da Europa, Ásia e Oriente Médio com preços especialíssimos nas classes Economy, Premium Economy e Business da Air France, e as classes Economy e World Business Class da KLM: são as já famosas campanhas Oh La La Deals (Air France) eDream Sales (KLM)! É a oportunidade ideal para viajar no primeiro semestre, já que a volta deve acontecer até 15 de julho.

Partindo de Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, ambas as companhias oferecem tarifas a partir de US$ 429, mais taxas de embarque, para destinos como Barcelona e Madri. É possível visitar a capital francesa por apenas US$ 549, mais taxas, e Bruxelas por US$ 509, mais taxas. A promoção também tem passagens para Xangai a partir de US$ 1.199 e Tóquio a partir de US$ 1.230, taxas não inclusas. Também existem opções de voos partindo de Porto Alegre, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Foz do Iguaçu, Goiânia, Salvador e Vitória.

Em Premium Economy, da Air France, voos para Milão estão a partir de US$ 999, mais taxas de embarque, partindo de Brasília e Rio de Janeiro. Viagens para Barcelona, Dublin, Lisboa e Londres saem a partir de US$ 1.199, mais taxas. Também existem opções de voos partindo de São Paulo, Porto Alegre, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Foz do Iguaçu, Goiânia, Salvador e Vitória. Magnifique!

Para quem não abre mão de conforto e sofisticação, voos de Business Class da Air France e de World Business Class da KLM custam a partir de US$ 2.000, mais taxas de embarque, para destinos como Lisboa, Zurique, Frankfurt, entre muitos outros.

Informe seus leitores, fãs e seguidores para comprarem suas passagens nos sites da Air France ou da KLM. É rápido e fácil! O pagamento pode ser em até 4x sem juros. E corra lá você também! Venha viajar com a gente!

 

Veja todos os detalhes e condições nos links das promoções. Abaixo, uma tabela com os principais destinos e preços por cabine e companhia aérea.

 

AF

 

KL

Economy Premium Economy Business   Economy Business
Paris

US$549

US$1.399

US$2.000

 

US$499

US$2.000

Barcelona

US$429

US$1.199

US$2.000

 

US$429

US$2.000

Madri

US$429

US$1.199

US$2.000

 

US$429

US$2.000

Dublin

US$449

US$1.199

US$2.000

 

US$499

US$2.000

Amsterdã

US$499

US$ 1.299

US$2.000

 

US$599

US$2.000

Milão

US$449

US$999

US$2.000

 

US$499

US$2.000

Lisboa

US$449

US$1.199

US$2.000

 

US$499

US$2.000

Londres

US$449

US$1.199

US$2.000

 

US$499

US$2.000

Berlim

US$449

US$1.249

US$2.000

 

US$499

US$2.000

Oslo

US$449

US$1.399

US$2.400

 

US$499

US$2.400

Zurique

US$449

US$1.249

US$2.000

 

US$499

US$2.000

Xangai

US$1.199

US$2.350

US$4.839

 

US$1.199

US$4.839

Tóquio

US$1.230

US$2.750

US$4.885

 

US$1.230

US$4.885

Maior navio do mundo terá toboágua de 30m de altura

Harmony of the Seas

A Royal Caribbean International acaba de revelar detalhes do The Ultimate Abyss, o mais alto toboágua em alto-mar, instalado para os hóspedes do Harmony of the Seas a partir de maio 2016, quando o maior navio do mundo fará sua estreia no início da temporada europeia.

Localizados há mais de 45 metros acima do nível do mar e com vista para o AquaTheater, na popa do navio, os dois tobogãs aquáticos irão disparar os viajantes em busca de adrenalina em um alucinante percurso com várias curvas. A entrada dos escorregadores estará localizada no Deck 16, na área destinada aos esportes e piscinas, e a saída na Boardwalk, no Deck 6, 10 andares abaixo e com um caminho de mais de 30m de extensão.

A experiência no The Ultimate Abyss começará em uma plataforma de vidro, onde os hóspedes poderão visualizar todo o percurso e vislumbrar o Boardwalk, 10 decks abaixo, antes de subir em um tapete desenvolvido especialmente para a atração e experimentar a rapidez do toboágua. Efeitos de áudio liberados dentro de cada túnel criarão uma emoção multi-sensorial para os hóspedes dispostos a testar sua coragem.

Roteiro

O Harmony começará a navegar em maio de 2016 por alguns dos mais desejados e populares destinos europeus. O navio fará cruzeiros de sete noites pelo Mediterrâneo, partindo de Barcelona e passando por Palma de Mallorca, Espanha; Provence, França; Florença/Pisa, Roma e Nápoles, na Itália. Em novembro do mesmo ano ele chegará finalmente em seu porto-base em Ft. Lauderdale, na Florida, onde passará a oferecer saídas de sete noites pelo Caribe.

O transatlântico terá 16 decks, 227.000 toneladas e capacidade para 5.497 passageiros em ocupação dupla, divididos em 2.747 cabines. Para mais informações sobre o Harmony of the Seas, acesse RoyalCaribbean.com/HarmonyoftheSeas.

Sobre a Royal Caribbean

A Royal Caribbean Cruises Ltd. é uma companhia mundial de cruzeiros marítimos, que engloba a Royal Caribbean International, a Celebrity Cruises e a Azamara Club Cruises. Sua frota conta com 35 navios ao todo – incluindo o Allure of the Seas e o Oasis of the Seas, maiores e mais inovadores navios de cruzeiros do mundo e a classe Quantum, com os mais modernos transatlânticos do mercado atual – oferece roteiros pelo Alasca, América do Sul, Ásia, Austrália, Bahamas, Bermudas, Canadá, Caribe, Canal do Panamá, Europa, Havaí e México, e excursões terrestres inesquecíveis. Além destes, a empresa tem a previsão de colocar nos mares nos próximos anos o terceiro e o quarto navios da classe Oasis (Harmony of the Seas em 2016 e outro em 2018) e outros dois da classe Quantum, Anthem of the Seas em abril de 2015 e Ovation of the Seas em 2016. Para outras informações sobre os navios da companhia e seus itinerários, visite http://www.royalcaribbean.com.br. Siga a Royal Caribbean no Facebook http://www.facebook.com/royal.brasil.

 

TAM tem voos de Brasília para a Europa a partir de US$ 899

Imagem

Os brasilienses que planejam viajar para a Europa entre março e agosto podem aproveitar a promoção que a TAM Linhas Aéreas acaba de lançar. Até 16 de fevereiro, a companhia oferece passagens de ida e volta para diversos destinos no continente europeu, com saída de Brasília, a preços bem atraentes. Também há ofertas para voos que partem de outras cidades brasileiras.

Bilhetes para Frankfurt, na Alemanha, e Londres, na Inglaterra estão disponíveis por preços a partir de R$ 2169 (US$ 899). Já Milão, na Itália, e Paris, na França, saem a partir de R$ 2.410 (US$ 999) e R$ 2.290 (US$ 949) respectivamente. Para essa promoção, os clientes também podem utilizar pontos do TAM Fidelidade para comprar os bilhetes. Os destinos saem a partir de 70 mil pontos.

Válidas para viagens na Classe Econômica, as ofertas já estão disponíveis no site http://www.tam.com.br. Os bilhetes também podem ser adquiridos em outros canais de venda da companhia, como agências de viagens, lojas da TAM Viagens e Central de Vendas, Fidelidade e Serviços (4002-5700 para as capitais, ou 0300 570 5700 para o restante do Brasil). Esse valor pode ser parcelado em até seis vezes sem juros em qualquer cartão de crédito aceito pela TAM. No Itaucard, a compra pode ser dividida em até 10 vezes.

Confira algumas oportunidades:

 

Viena clássica

Igreja de Santo Estevão

Eliane Moreira (texto) e Renato Alves (fotos)

Quando visitamos as principais cidades europeias, entre um monumento e outro somos brindados com a boa música tocada pelos artistas de rua. Em Viena, eles estão por toda parte.

Músicos de rua em Viena

Considerada por muitos a capital mundial da música, pela influência de compositores como Haydn, Mozart, Beethoven e Strauss, um passeio por Viena mexe com a sensibilidade musical até  dos turistas mais insensíveis.

Por isso, ir a Viena e não assistir a  um concerto de música clássica, seja na rua, nas igrejas ou na ópera, é como ir a Paris e não visitar a Torre Eiffel.

Palácio Hofburg

Além da música na rua, não faltam a Viena atrações e monumentos que justifiquem uma visita à capital austríaca. Herança do tempo em que reinava a dinastia dos Habsburgos, o Palácio Hofburg (foto acima), bem no centro da cidade, exibe exposições que vão de uma luxuosa coleção de prataria, usada nos tempos do império, ao Museu Sissi, que conta a história da imperatriz Elizabeth, personagem cujo fascínio é comparável ao exercido pela princesa Diana.

Peças da imperatriz Sissi

Dona de uma beleza singular, a vida de Sissi inspirou filmes romanceados com final feliz, mas para conhecer sua verdadeira história, nada feliz por sinal, vale a pena visitar o museu e ver de perto o acervo de informações que contradizem a ficção.

Peças da imperatriz Sissi

Outro palácio dos tempos dos Habsburgos, localizado fora do centro da cidade, mas acessível de metrô pela linha U4, o Schonbrunn encanta pela imponência de sua arquitetura e pela beleza de seus jardins. Uma dica: se você pretende visitar os dois palácios, uma boa economia é comprar o Sissi Ticket, que dá direito a visitar os dois palácios, por um preço inferior ao dos ingressos comprados separadamente.

Quarteirão dos Museus

Voltando ao centro de Viena, bem pertinho do Hofburg fica o quarteirão dos museus (foto acima). O complexo reúne atrações como o Museu de Arte Mordena, o Zoom Kindermuseum, direcionado às crianças, e o Leopold Museum, com destaque para obras do pintor austríaco Gustav Klimt.

Catedral de Santo Estevão

Outro símbolo da capital austríaca, a catedral de Santo Estevão combina os traços sombrios da arquitetura gótica com um colorido telhado de formas geométricas. O interior da igreja guarda tesouros que vão além da arquitetura, como obras de arte e a tumba do imperador Frederico III. Pode-se subir à torre da catedral, mas prepare-se: 347 degraus o separam de uma visão privilegiada de Viena.

Museu FreudFamosos

Se a Áustria é berço de personalidades mundialmente conhecidas como o ditador nazista Adolf Hitler, sua capital não podia deixar de abrigar museus onde antes moraram alguns de seus famosos representantes.

O apartamento onde viveu e trabalhou o austríaco Sigmund Freud, por exemplo, expõe objetos, textos e primeiras edições de obras do pai da psicanálise. O acervo, no entanto, não é farto, mas a visita vale a pena pela preservada sala de recepção que levava ao consultório do médico. Aberto ao público diariamente, das 9h às 18h.

E que tal visitar a casa em que Mozart compôs As Bodas de Fígaro? Embora o músico tenha passado ali apenas três anos, o museu apresenta desde objetos e móveis que reconstituem o estilo de vida da época até a trajetória de sua genialidade musical. Nessa casa, Mozart recebeu a visita de outro ilustre compositor, Ludwig van Beethoven. O ingresso custa 8 euros e as visitas diárias vão das 10h às 19h.

Ópera

Como não podia deixar de ser, fica em Viena uma das mais importantes óperas do mundo. Na Staatsoper, a programação se estende por todo o ano, menos em julho e agosto, meses em que a ópera fecha para as férias de verão. Os ingressos podem ser comprados com antecedência pela internet, no site oficial da Staatsoper.

Agora, se assistir a uma ópera não está em seus planos (não existe meio termo: ou você ama ou odeia óperas), um bom programa é conhecer a bela arquitetura do lugar. Os passeios guiados duram cerca de 40 minutos e em alguns horários são oferecidos em espanhol. Os ingressos vão de 3 a 6,50 euros, dependendo do que se quer visitar.

Bife à milanesa

Definitivamente, Viena não é um bom destino para quem está de dieta. O wiener shnitzel, prato típico do país, se assemelha muito ao nosso bife a milanesa. Geralmente acompanhado por batatas, costuma ser bem maior e mais crocante que nossa versão brasileira.

Assim como na vizinha Alemanha, também os embutidos têm lugar de destaque na culinária austríaca. Em Viena uma boa opção de lanche são os cachorros quentes. Espalhados pela cidade, trailers oferecem a iguaria com diversos tipos de salsicha, a escolha do freguês.

A grande vedete da culinária austríaca, no entanto, são os doces. O mais tradicional, a sacher torte virou símbolo do país e, embora digam que a receita original é apenas a vendida no Hotel Sacher, todas as confeitarias da cidade oferecem a iguaria.

Para o programa ficar completo, prove as guloseimas nos elegantes cafés vienenses. De preferência, sente-se nas mesas dispostas nas calçadas. Compondo o cenário, provavelmente algum artista de rua se encarregará de executar a trilha sonora perfeita para o momento.

Os traços e os sabores de Bruxelas

Bruxelas1

Eliane Moreira (texto) e Renato Alves (fotos)

Espremida entre dois grandes destinos turísticos, a Bélgica costuma ser apenas um pit stop para quem visita a França e a Holanda. Mas o país do chocolate, da cerveja Stela Artois, do Tintin e dos Smurfs surpreende o visitante com suas belas cidades.

Bruxelas2

Chegando à capital Bruxelas, você verá que tudo pulsa ao redor de sua principal atração, a histórica Grand Place. Construída no século 11 e reconstruída em outras ocasiões, cercada por um belo conjunto arquitetônico que abriga a prefeitura e museus, não é exagero passar horas apreciando as fachadas de seus prédios, alguns ornamentados com detalhes em tons de dourado e flores nas janelas e sacadas. Ao redor da praça, há bares e restaurantes com mesas ao ar livre, mas a maioria dos turistas prefere apreciar a beleza do cenário de 360° sentados nos paralelepípedos que cobrem o chão da praça.

Bruxelas5

Quando estiver pronto para deixar a praça e seguir para outras atrações, perambulando pelas ruas ao redor da Grand Place, uma leva de turistas, indo na mesma direção, lhe levará até o Mannekin Pis, estátua de um menino fazendo xixi e um dos principais símbolos da cidade. Não espere muito dessa atração, que pode até ser bem decepcionante. Medindo apenas 30cm, é comum ouvir dos turistas frases do tipo “vim até aqui para isso?”.

Bruxelas6
Mas com um pouco de bom humor, é possível achar graça do menino e principalmente das diferentes versões sobre seu surgimento. As mais conhecidas dizem respeito a um menino que tentava apagar um incêndio com sua urina. Outras são de uma criança, filho de um nobre, perdido e encontrado pelo pai na conhecida posição.

Independentemente das versões, todas as lojas de souvenires de Bruxelas vendem réplicas do menino pelado. Outros dois modelos, um do que seria sua irmã e outro do seu cachorro, estão expostas pela feiras e lojas da cidade.

Bruxelas9
Continuando a caminhada, só que dessa vez morro a cima, vale a pena conhecer a Place Du Grand Sablon, uma agradável praça que praticamente divide Bruxelas em cidade alta e cidade baixa e que termina em frente à bonita catedral Notre-Dame Du Sablon. Depois de visitar a igreja, atravesse a rua e descanse no pitoresco Jardim Egmont, com suas várias estátuas. Na parte alta da cidade, no entanto, o destaque vai para o quarteirão real, de onde se tem uma bonita vista da cidade baixa, e onde estão localizados o Palácio Real e o parque de Bruxelas.

Mais além, o moderno edifício do Parlamento Europeu lembra a todos que Bruxelas é ao mesmo tempo capital belga e sede da União Europeia. Moderno também, outro símbolo da cidade, situado nos subúrbios, no Bruparck, o Atomium, monumento que representa um átomo de ferro ampliado milhões de vezes, oferece uma plataforma panorâmica.

Tantas atrações são suficientes para garantir pelo menos um dia inteiro em Bruxelas.  Dois seria o ideal. Até porque, além dos edifícios e monumentos, talvez o melhor de Bruxelas seja caminhar despretensiosamente por suas ruas.

Mexilhões e batatas

A cidade cheira a chocolate. E não a qualquer chocolate, mas a um dos melhores do mundo: o legítimo chocolate belga. Brasileiros acostumados a comprar as guloseimas da famosa (e cara) Guylian apenas em freeshops nos voos internacionais podem se esbaldar em lojas exclusivas da marca com produtos industrializados e artesanais, por preços bem mais em conta. Ou experimentar outras marcas, com sabores igualmente divinos.

Bruxelas3
Também atraem o paladar dos turistas os waffles belgas, acompanhados por calda de chocolate, sorvete, frutas, doce de leite ou o que mais a imaginação puder inventar. Disputando lugar com as chocolatarias, quiosques, lojinhas e cafés estão sempre abarrotados de turistas. Os da sorveteria Haagen Dazs fazem um enorme sucesso.

Bruxelas4
Se a intenção é uma bela refeição, o prato típico da Bélgica, mexilhões com batata frita, parecem compor o cardápio de todos os restaurantes da cidade. Melhor ainda se acompanhados da famosa cerveja belga Stela Artois, cada vez mais apreciada pelo público brasileiro.

Bruxelas8

É perdendo-se pelas ruas de Bruxelas que o turista encontra outras curiosidades, como lojas exclusivas de produtos do personagem Tintin, protagonista de uma série de histórias em quadrinho que recentemente ganhou sua versão para o cinema, e dos simpáticos Smurfs, desenho animado muito conhecido dos brasileiros.

Agora, se você tiver mais tempo, estique sua estadia em Bruxelas e aproveite para ir de trem até a cidade vizinha de Bruges. Cortada por canais e construções medievais, não é a toa que a cidade é considerada um dos mais atraentes destinos turísticos da Bélgica.

Bruxelas7
Como chegar

A maior parte dos turistas que chegam a Bruxelas vem de trem a partir de Paris ou de Amsterdã (Bruxelas tem três estações). Geralmente, fazem de Bruxelas apenas uma conexão entre as duas capitais. Se essa for sua opção, você pode deixar suas bagagens nos maleiros pagos das estações, conhecer a cidade e voltar mais tarde para completar o trajeto até a próxima capital.

Tanto a companhia ferroviária Thalys quanto a Intercity cobrem o percurso. A vantagem da primeira é que as viagens são mais rápidas e os trens mais bens conservados. Passagens podem ser compradas pelos sites das companhias ou nas estações, já que há várias opções diárias de horários.

Onde ficar

Se, no entanto, quiser passar um pouquinho mais de tempo na Bélgica, que tal se hospedar em um hotel sem recepção, em que check in, check out e outros serviços são feitos pelo próprio hóspede em guichês de auto-atendimento? É esse o conceito do Max Hotel, localizado convenientemente próximo a Grand Place e a estações de trem (a do norte) e de metrô. Por abrir mão do atendimento por recepcionistas, o Max Hotel consegue reunir comodidade e bom preço em um único lugar.