Pará – Conceição do Araguaia

Iano Andrade/21-8-2006

Esqueça um pouco os conflitos de terra, a exploração da mão-de-obra, a exploração descontroloda da floresta amazônica. O Pará também tem suas belezas. E não são poucas. No sul do estado, no município de Conceição do Araguaia, se concentram algumas delas.

A cidade fica à margem esquerda do Rio Araguaia. O entardecer nesse rio, de águas claras e mansas, é um espetáculo indescritível. Na língua tupi, Araguaia significa “rio do vale dos papagaios”.

Iano Andrade/Julho e agosto são os melhores meses para visitação. A cidade não oferece grandes e luxuosos hotéis e pousadas. A infraestrtura é simples. Mas os encantos, para quem ama natureza, são muitos.

O nível das águas do Araguaia baixa no meio do ano, revelando bancos de areia que viram ilhas, onde se pode acampar, pescar bons peixes (pintados, tucunarés e bocalargas são alguns deles), além de tomar banhos de rio. Com um pouco mais de sorte, pode-se ver um boto.

 A cidade sediou os III Jogos Indígenas do Pará, em 2006. Várias etnias participaram da maior confraternização dos índios brasileiros. As fotografias do post são desse evento e foram feitas pelo repórter-fotográfico Iano Andrade, do Correio Braziliense.

 

Conceição do Araguaia faz limite com os municípios de Marabá, São João do Araguaia, Santana do Araguaia, São Félix do Xingu e com o estado de Tocantins. Fica a 1,1 mil Km de Belém, via terrestre, e 900 Km via aérea.