Air France dá brinquedos e oferece jogos para crianças a bordo

imagem_release_560580

A partir desta sexta-feira (18/12), a Air France entra no clima natalino e oferece brinquedos e jogos de tabuleiro da Barbie, HotWheels e personagens do filme Carros para crianças viajando desacompanhadas nos aeroportos Paris-Charles de Gaulle e Paris-Orly.

Os comissários da Air France também entregarão kits Bonpoint com cosméticos e brinquedos em todos os lounges Business do aeroporto Charles de Gaulle.

Além disso, os pequenos passageiros receberão exemplares das revistas da Bayard Jeunesse (Pomme d’Api, J’aime lire, Okapi, Adventure Box e Story Box). Dentro das aeronaves, as crianças também contam com jogos, cartões para colorir, cruzadinhas e outras brincadeiras.

Os jovens desbravadores que viajam sozinhos pelo programa KidsSolo, poderão falar com parentes em qualquer parte do mundo. A partir desta sexta-feira, a Air France irá oferecer wi-fi gratuito para menores desacompanhados nos lounges dos aeroportos parisienses, em parceria com a HubOne!

Para completar o clima de Natal, quem passar pelos terminais E e F do aeroporto Charles de Gaulle em 18 e 19 de dezembro poderá tirar foto com o Papai Noel, que estará distribuindo presentes, além do coral da Air France cantando músicas natalinas.

Todos os anos, 1,3 milhão de crianças viajam com a Air France, sendo 410 mil crianças desacompanhadas e 285 mil bebês.

Anúncios

Cinco hotéis gay-friendly de luxo mundo afora

 

imagem_release_547837

Geralmente sem os gastos com filhos, o público gay é muito visado pelo setor de turismo, já que emprega mais dinheiro em viagens e lazer. Apesar dos avanços nos últimos anos, o preconceito ainda existe e, por isso, muitos preferem buscar passeios em ambientes gay-friendly. A Preferred Hotels & Resorts, uma coleção global de hotéis de luxo, ajuda viajantes a identificar o hotel que fornecerá a luxuosa experiência que combina com suas preferências de vida e estilo, em cada ocasião. Viajantes podem fazer reservas em cada um dos 650 hotéis, resorts e residências de luxo representadas no portfólio da Preferred pelo portal www.PreferredHotels.com.

No site preferredhotels.com/experiences/pride é possível filtrar as buscas para achar, por exemplo, hotéis gay-friendly nos melhores destinos, todos eles certificados pela TAG (lista de empresas de turismo que se preparam para atender as necessidades deste público) e associados à IGLTA (International Gay & Lesbian Travel Association):

Cavallo Point, San Francisco (EUA)

Antiga base militar de Fort Baker, esse luxuoso hotel localizado na base da Golden Gate Bridge oferece a oportunidade de dormir em aposentos restaurados de oficiais ou modernos alojamentos. Na charmosa cidade de Sausalito, acorde com a vista da ponte, do horizonte de San Francisco e da baía. Outra opção é experimentar os vinhos da adega do Cavallo Point, que conta com mais de 2 mil rótulos.

imagem_release_547848 (1)

NJV Athens Plaza, Atenas (Grécia)

Recentemente renovado, o NJV Athens Plaza tem acomodações cinco estrelas com decoração contemporânea, além de três restaurantes e lounges, no coração da cidade de Atenas. Todos os apartamentos oferecem isolamento acústico, televisão via satélite, vídeo games, banheiras de mármore e decoração assinada por Ralph Lauren, Versace e Fornacetti.

imagem_release_547849

Tiara Château Mont Royal Chantilly, La Chapelle-em-Serval (França)

Cercado pelas belas florestas francesas, o Tiara Château Mont Royal Chantilly é um palácio cinco estrelas, ideal para uma viagem inesquecível, a apenas 50 minutos de Paris. O château tem 108 apartamentos com a clássica decoração francesa, além de banheiras de mármore. Alguns dos quartos também contam com terraço ou varanda. Um elegante restaurante local oferece a tradicional culinária da França. É possível também explorar a cidade medieval de Senlis ou o Castelo de Chantilly. O fitness center é uma obra de arte, com quadras de tênis e um spa com piscina coberta.

imagem_release_547850

Cambridge Beaches Resort & Spa, Sandys (Bermudas)

Com o Oceano Atlântico como cenário, o Cambridge Beaches Resort & Spa é o perfeito resort de luxo nas Bermudas para relaxar e desacelerar. Localizado em uma península privativa, este hotel voltado para adultos oferece aos hóspedes gastronomia fina, tratamentos de spa, golfe e muito mais.

imagem_release_547851

The Mark, Nova York (EUA)

Para aqueles que preferem a cidade grande, o premiado hotel The Mark está situado no Upper East Side, uma das regiões mais exclusivas de Nova York. Instalado em um belo prédio de 1927, na esquina da 77th Street com a Madison Avenue, The Mark foi recentemente recriado pelo lendário designer Jacques Grange. Lá, os hóspedes contam com tecnologia de ponta e serviços pessoais únicos.

Hotéis que fazem parte do portfólio da Preferred Hotels & Resorts podem ser selecionados por meio de um extenso menu no site, apropriadamente compilados e categorizados. Essa nova funcionalidade apresenta uma série de opções como localização do hotel (praia, lago, montanha ou cidade, por exemplo), amenidades, interesses (culinária, lua-de-mel, LGBT-friendly), estilo (tranquilo, descolado, imponente, eco-friendly), opções para família (babás, parques infantis, quartos/suítes espaçosos e conectados) e atividades (esportes de inverno, caminhadas, aulas de culinária, passeios a cavalo), permitindo que viajantes encontrem precisamente o hotel que buscam.

imagem_release_547852

Sobre Preferred Hotels & Resorts

Preferred Hotels & Resorts é a maior marca de hotéis independentes do mundo, representando mais de 650 renomados hotéis, resorts, residências e grupos de hotéis únicos em 85 países. Por meio de suas cinco coleções globais, a Preferred Hotels & Resorts conecta os mais exigentes viajantes à experiência singular da hospitalidade de luxo que vão ao encontro das preferências de vida e estilo para cada ocasião. Toda propriedade no portfólio mantém o alto padrão de qualidade e níveis de serviços sem paralelo exigidos pelo Programa de Qualidade Integrada da Preferred Hotels & Resorts. O iPrefer™,programa de fidelidade de hóspedes, Preferred Residences, Preferred Family, Preferred Pride e Preferred Golf™ oferecem valiosos benefícios para viajantes que buscam experiências únicas. Para mais informações, acesse PreferredHotels.com.

As monumentais Paris e Brasília em exposição

Nahima Maciel, do Correio Braziliense

Foi no Facebook que João Campello se descobriu fotógrafo. Na verdade, foi descoberto. Uma foto postada em novembro de 2011 quase congestionou a página. De repente, Campello contava com 1.995 amigos, mas nunca ouvira falar nem da metade. A pressão foi tanta que postou mais fotos, todas de Brasília, e acabou por aceitar o desafio de montar uma exposição sugerido por alguns amigos. O resultado fica exposto até setembro no Espaço Cultural Alexandre Innecco e revela um olhar amoroso para a cidade adotada pelo fotógrafo.

Campello nasceu em Salvador, mas cresceu em Brasília. Chegou à capital aos 7 anos e fez da paisagem de concreto sua referência. É tão fanático pela cidade que, quando foi conhecer Paris, enfiou na cabeça que não ia gostar só para contrariar os amigos. Afinal, nada poderia superar Brasília. “Todo mundo falava que eu ia me apaixonar. Fui pensando o contrário. Até tentei me conter, mas não deu. É uma cidade fantástica”, admite. Por isso ele colocou a capital francesa na mira dos interesses fotográficos e danou-se a registrá-la. O paralelo entre as duas entrou para o portfólio e Paris divide com Brasília o espaço da exposição. São 11 imagens rotativas: ao longo do mês, as fotografias serão trocadas e renovadas.

Local: Espaço Cultural Alexandre Innecco – SCLN 116 Bloco A
Data: Segunda, das 19h às 21h. Terça, das 10h às 12h. Quarta, das 12h às 14h e das 19h às 21h
Preço meia: Entrada franca
De: 10/07/2012
Até: 7/11/2012

Seguindo os passos de Van Gogh

Eliane Moreira (texto) e Renato Alves (fotos)

“Auvers é muito bonita… verdade, é realmente bonita (…)”. Com essas palavras, o pintor holandês Vincent Van Gogh definiu a pequena cidade francesa Auvers-sur-Oise.

Distante apenas30 kmde Paris, Auvers continua encantando quem chega à cidade, na maioria turistas interessados em conhecer o lugar onde um dos maiores nomes da pintura holandesa passou seus últimos meses de vida.

A pousada em que o pintor morou, Auberge Ravoux, hoje é conhecida como a casa de Van Gogh (Maison de Van Gogh), e abriga um pequeno museu. Sua principal atração, o quarto que ocupou, reflete a simplicidade de um artista que só teve seu talento reconhecido tardiamente.

O ingresso inclui a exibição de um pequeno filme que conta a passagem de Van Gogh pela cidade, baseado nas correspondências enviadas a seu irmão.

Quando for ao museu, não deixe de visitar o restaurante, no térreo. Depois de uma minuciosa restauração, mobílias, luminárias e prateleiras remetem ao tempo em que VanGogh fazia ali suas refeições.

Uma curiosidade: em frente ao restaurante, na calçada, uma mesa com uma garrafa de vinho e dois copos está permanentemente posta para fotos. É só sentar e fotografar!

O curto período em que viveu em Auvers foi de intensa inspiração e produção para Van Gogh. Por isso, além do museu, torna-se obrigatório seguir seus passos pela cidade, identificando paisagens e construções retratadas pelo artista.

Para ajudar nessa tarefa, placas reproduzem as pinturas em frente aos locais que as inspiraram, como no caso da igreja em estilo gótico/românico, imortalizada em uma de suas telas.

Ainda em Auvers-sur-Oise que, em julho de 1890, Van Gogh atirou contra o próprio peito, morrendo dois dias depois. Seu corpo está enterrado no cemitério local, ao lado do túmulo de seu irmão Théo, mais uma das atrações turísticas da cidade.

Outras atrações

Se não bastasse o legado deixado por Van Gogh, Auvers ainda tem outras atrações encantadoras. É o caso do sebo montado em uma estação e um trem aposentados. De vagão, em vagão, prateleiras de livros, na maioria usados, escondem e revelam obras já amareladas pelo tempo.

E já que estamos falando da França, que tal fechar o dia com um piquenique às margens do rio Oise, que dá nome à cidade?

COMO CHEGAR

De carro: pegue a rodovia A15 em direção a Cergy-Pontoise, e então a A115 para Beauvais-Amiens. Saia em Méry/Auvers-sur-Oise.

De trem (RER): partindo da Gare du Nord ou da Gare St-Lazare, em Paris, pegue a linha para Pontoise. Lá, troque para a linha Persan-Beaumont. Desça na estação de Auvers-sur-Oise. É recomendável comprar o bilhete de volta ainda em Paris, já que não há bilheteria em Auvers. Do primeiro sábado de abril ao último domingo de outubro, há trem direto partindo da Gare du Nord, sábado, domingo e feriado. Partida às 9h56 (chegando a Auvers às 10h28) e retorno às 18h15 (chegando a Gare du Nord às 18h48).

Museu Maison de Van Gogh

Aberto de março a outubro, das 10h às 18h (fecha às segundas e terças-feiras). Ingresso: 6 euros

O melhor do Museu Rodin


Eliane Moreira

No filme Meia-noite em Paris, de Woody Allen, o casal protagonista visita o Museu Rodin, na capital francesa, tendo por cicerone a bela Carla Bruni. Mas a não ser que você seja do tipo que ganha todos os prêmios em bingos, rifas e sorteios, dificilmente encontrará a primeira dama da França por lá.

Prepare-se, no entanto, para outras celebridades. O acervo reúne as mais importantes esculturas do francês Auguste Rodin, expostas nos salões e jardins do museu.

É o caso de O Beijo, de 1889. Exibido em um dos salões, a obra retrata o amor proibido de Paolo e Francesca, personagens de A Divina Comédia, do escritor italiano Dante Alighieri.

Já  O Pensador, considerada por muitos a obra mais famosa de Rodin, encontra-se exposta nos jardins do museu, atraindo todas as atenções dos visitantes.

Também fazem valer o ingresso outras belíssimas esculturas, como Balzac, São João Batista, A Torre do Trabalho e a impressionante A Porta do Inferno.

O museu conta ainda com gravuras, desenhos e fotografias de Rodin, além de pinturas de Van Gogh e Renoir, colecionadas pelo artista.

Mas, se não tiver tempo para apreciar todas as obras, contente-se com os jardins. Muitas das mais famosas esculturas estão expostas a céu aberto e os jardins, por si, são um atrativo. Ideais para caminhadas, um lanche ou café. Há um charmoso restaurante nele, que ainda dispõe de cadeiras e bancos em vários pontos.

Como chegar
Musée Rodin, 79, rue de Varenne
Metrô (linha 13) : estação Varenne ou Invalides
RER (linha C) : estação Invalides
Aberto de terça a domingo, das 10h às 17h45 (os jardins fecham às 18h)
Bilhetes: 6 euros (salões e jardins), 1 euro (apenas jardins), 12 euros (ingresso combinado para o museu Rodin e o museu D’Orsay)

Dica de blog — O Guia de Paris

O Guia de Paris é um blog de dicas de viagem e de notícias de Paris. Nele você encontra sugestões dos hotéis e restaurantes mais baratos da Cidade Luz, dicas de passeios interessantes, mapas, entre outras. O blog também relata os mais recentes eventos da capital francesa. A seguir, um dos últimos posts:

HDI: Um café americano dos anos 50 no meio de Paris

Que tal fazer uma viagem para os Estados Unidos? Ah, mas não em qualquer época, tem que ser nos anos 50! Não conseguiu imaginar? Apesar de não terem inventado uma máquina do tempo, essa viagem não é tão impossível, pois Paris reserva um cantinho todo especial onde o sonho pode se tornar realidade.

O nome do lugar é Hapy Days Dinner e vocês vão se encantar se deciderem visitar o ambiente , primeiro por sua decoração com direito à Junk Box em Neon e segundo por seus Milk shakes deliciosos.Decididamente os que estão de regime devem passar longe!

Onde fica? 5 rue Francisque Gay 75006 ou 6/8 Square Ste-Croix de la Bretonnerie Tel. 01 43 29 67 07

Para se sentir em casa na França

Carol Nogueira, do Le Croissant

A gente tem que admitir que tem seu lado bom ficar em um Ibis: não importa onde se vá, você sabe exatamente o que vai encontrar.

E eu acho isso a coisa mais sem graça do mundo. É exatamente o contrário de tudo o que procura alguém que busca uma viagem pra dentro toda vez que viaja por fora.

Desde a primeira vez que me hospedei em uma gite que não faço outra coisa. Gites são casas de família onde a gente pode alugar desde um quarto até uma estrutura mais ampla.

Ou melhor: gites são casas de família mortalmente charmosas, lindamente decoradas, no campo ou no centro das cidades que você quer visitar, onde a gente pode alugar desde um quarto até uma estrutura mais ampla.

Há as mais simples e há as fofíssimas, que nem sempre são baratas. Confesso que decidi pela Rosebud em Honfleur por causa… dos desenhos no site. Adivinha? Madame Barberi Le Cesne é ilustradora e faz gravuras em cobre!

Ficamos horas conversando sobre isso, sobre filhos e netos, sobre a macieira mais sábia que eu já conheci na vida, sobre o métier de anfitriã e sobre a Dilma.

É menos óbvio e mais difícil de encontrar que um Ibis. Como quase tudo de bom na vida.

Carol Nogueira é brasileira, jornalista, mãe do João e do Pedro e mora em Paris.